Decoração – Tendências de decoração para 2019

O novo ano chegou e nada melhor do que saber o que será tendência na decoração de interiores em 2019. O que teremos de novo e o que vamos manter de 2018.


A natureza e o conforto continua sendo tendência em 2019.

Hoje vamos falar sobre as tendências de decoração para o ano de 2019, aqui no Blog BonaBelle. Ano novo começando e nada melhor do que dar aquela repaginada na casa, trazendo novas energias para o ano que se inicia. Como já falamos em “O que é tendência na decoração em 2018”, as tendências surgem através de estudos sobre o comportamento humano. Assim, elas ditam o que será mais usado como materiais, cores, texturas, elementos, entre outras características. Se você está querendo mudar algum ambiente da sua casa que tal estar na moda e não errar nas combinações? Veja as tendências de 2019 e você não vai errar na sua decoração. Mas olhar para o presente não significa que muito do que já foi usado em 2018 não está mais em uso, muito pelo contrário. As tendências seguem o humor e a demanda da sociedade, que vão se modificando e se aperfeiçoando, mas muito dificilmente há uma ruptura muito drástica com o que já estava sendo usado. Assim, não se preocupe em seguir o que estamos falando aqui na sua decoração, porque no próximo ano, muitos pontos continuarão na moda. O que já estava muito em voga no ano passado e que continua com tudo em 2019 é a importância da natureza em nosso dia-a-dia. Então se você apostar em trazer a natureza para perto de você, você estará na moda por muito tempo. Isso porque cada vez mais, em contraposto ao nosso cotidiano urbano e agitado, o que mais se busca é a sensação de aconchego e tranquilidade.


Esse novo ano não traz muitas novidades com relação ao que já foi tendência em 2018. Muitas características se mantêm e se intensificam. Se fosse para destacar alguns pontos novos e que serão marcantes nas decorações de 2019 apostaria sem dúvida no uso de formas mais orgânicas e no estilo escandinavo que será ainda muito falado. As linhas retas são abandonadas em detrimento as curvas que ganham mais espaço em todos os elementos, pois remetem a leveza da natureza. E o estilo escandinavo que une o minimalismo e a funcionalidade, priorizando a ideia de que os ambientes precisam ser lugares aconchegantes para passarmos mais tempo.


Cores

Uma das maneiras para trazermos a natureza para perto de nós é através de suas cores. Então fica fácil imaginarmos as paletas que estarão na moda. As cores terrosas e o verde serão as mais pedidas, nos remetendo a ideia de aconchego e calmaria. Assim, para não ter erro pode apostar em cores quentes, mas menos saturadas, como verde, laranja, marrom, amarelo e vermelho. E como já falei que o estilo escandinavo vem com tudo, cores pastéis como o azul marinho, o amarelo açafrão, o vinho e o verde petróleo estarão em alta. Essa combinação de cores está também ligada à natureza, com um ar mais de inverno, deixando o espaço com um ar de mais sobriedade e sofisticação. E ainda seguindo esse estilo, em busca de um equilíbrio todas essas cores podem ser contrastadas com o preto, o branco e o cinza. O millennial pink continua como sempre sendo o queridinho de todos. Mas agora o rosa não está sozinho, ele vem acompanhado por tons mais arroxeados. É uma boa opção para quem quer dar um clima mais místico ao ambiente.


E lembre-se, quando falamos de cores, não estamos nos restringindo apenas as cores de paredes. Nossa atenção tem que se voltar para toda a composição, como tecidos, objetos decorativos e materiais. Para não errar na hora de usar cores no ambiente pense na paleta de cores que você quer utilizar. Você pode utilizar todas as nuances de vermelho, até chegar a um berinjela, os tons terrosos do alaranjado ou todos os que já citamos. O amarelo agora passa a ser usado sem chamar tanta a atenção, fazendo parte apenas de alguns itens da decoração. O dourado, que é a própria luz do sol, será sempre bem-vindo e muito utilizado.


Materiais e texturas

A busca por aquela sensação de aconchego e conforto valoriza a utilização de madeira. Já era uma tendência em 2018 e continua sendo a dona do espaço. Madeiras em tons naturais e escuros podem estar presente em todos os ambientes da casa. E a textura segue o clima de conforto, com tecidos mais sensoriais, como o veludo. E a combinação da madeira com tecidos estarão presentes nas decorações de 2019.

E por falar em combinação o que surge no novo ano como uma tendência é o granilite. Esse material nada mais é do que a mistura de mármore, pedras naturais, pigmentos e cimento. Mas agora o granilite não se restringe apenas a ser revestimento de solo, ele torna-se mais versátil, aparecendo em tampos de mesas e em bancadas de banheiros e cozinha. Por ser um material de baixo custo, fácil manutenção e com boa durabilidade, aposto que ele será utilizado por um bom tempo no design de interiores. O mármore também será muito utilizado como tampos de mesas e nas bancadas e até em objetos de decoração. Essa pedra remete a um ar nórdico e sofisticado.


O que mais será tendência em 2019 é a utilização de vidros e espelhos. Esse material vem para dar uma bossa diferente na decoração, trazer mais humor no espaço e um clima retrô. Para isso, pode apostar em formas mais arredondadas, cores variadas e até texturas inusitadas.


Estilo escandinavo:

Como já falei para vocês o estilo escandinavo estará na essência de 2019. Esse estilo teve seu início por volta do século XX no norte da Europa. Vindo de países com um inverno longo e rigoroso e muitas horas de escuridão, o intuito era criar ambientes que tornasse a vida dentro de casa agradável ao máximo. Mas o que esse estilo representa? Aqui vamos ver o minimalismo contemporâneo. Os ambientes estarão mais sofisticados e ao mesmo tempo aconchegantes, com tons mais claros, mais iluminados, com preferência a luz natural, uso de madeiras claras e modernos. O estilo escandinavo convida as pessoas a permanecerem mais tempo no ambiente, por isso ele tem que ser confortável, leve e com bom espaço de circulação. Suas paletas de cores são simples, tendendo a muito uso do branco, bege, cinza e preto. Os móveis devem ser com linhas simples, sem nenhum excesso. O uso de objetos é muito pensado, pois eles devem ter funcionalidade, como não se pode colocar muitos elementos, o que tiver deve ter uma função clara.


Linhas orgânicas

Na busca pela natureza mais próxima a nós, as linhas retas perdem espaço e as curvas ganham destaque em todo o ambiente. As linhas orgânicas estão presentes nas formas de mesas, mobiliários em geral, luminárias, espelhos, tapetes e objetos de decoração. As linhas retas são muito características de estilos mais urbanos, nos remetendo a ideia de rigidez. Enquanto a racionalidade dos ambientes vai perdendo espaço, as linhas vão se tornando mais curvas. Assim, nos ligamos mais a sensibilidade da natureza, a sua fluidez e sua leveza.

Folhas e bichos:

Com o aumento da preferência por estilos de vida mais veganos e a conscientização de preservar o meio ambiente e os animais, o uso de pele de animais, graças a Deus, diminuiu. Mas já se criou maneiras de estarmos em harmonia com a natureza, sem precisar fazer uso dela discriminadamente. Assim, estampas e imagens de animais e plantas ganham destaque na decoração. Pode apostar em folhas e bichos na sua composição que você não estará sozinha.


Sustentabilidade

Como já falamos nas Tendências de 2018, os materiais naturais continuam sendo os queridinhos. Vem ganhando ainda mais espaço e agora a sustentabilidade passa a ser uma virtude máxima. Não é difícil entendermos essa posição, uma vez que estamos falando de preservação da natureza e usos mais conscientes, que são os alicerces das tendências nos últimos anos. Todo e qualquer estilo de vida e decoração que vai contra essa máxima não tem mais espaço nos dias atuais, e muito pelo contrário, passa a ser malvisto. Uma decoração sustentável não faz uso de materiais como o plástico e destaca o vime, as fibras naturais, madeiras, cerâmicas e objetos com matérias primas recicladas.


Wabi-sabi

No ano passado já havia falado que essa característica tinha vindo para ficar. E estava certa. Ela é a minha queridinha sem dúvida e continua com tudo. O Wabi-sabi é a arte da imperfeição. É uma antiga filosofia japonesa que celebra a beleza do imperfeito. A nossa casa não deve ser um lugar perfeito e sim um lugar para ser vivido. O Wabi-sabi nos mostra a simplicidade que deve ser vivenciada e a vida real, sem a ideia forçada da perfeição e simetria. A nossa casa passa a mostrar que ali habita vida de verdade, que o tempo passou e passa sem causar turbulências. Podemos mostrar um objeto imperfeito, uma parede com a pintura gasta, uma almofada fora do lugar, denunciando que alguém esteve ali. Denunciando que naquele lugar existe vida, e uma vida real, simples e prazerosa. Um espaço com mais autenticidade.

Se você seguir essas dicas sua casa estará atual, bonita, aconchegante e funcional. Pode abusar das plantas, mas cuidado, veja as espécies que melhor combinam com a sua rotina. Se você não tem muita paciência com elas, estampas florais e quadros de plantas podem substitui-las tranquilamente. A iluminação natural é sempre bem-vinda nesse ano. Mas como sempre falo quando o assunto é tendência, elas não devem ser uma regra absoluta e sim uma inspiração para a sua criatividade poder brilhar. O mais importante é o seu gosto e o seu estilo.


O que você achou desse post do Blog BonaBelle? Deixe seu comentário aqui. Aproveite e curta a página da BonaBelle no Facebook e siga a BonaBelle no Instagram. Para conhecer mais sobre o trabalho da BonaBelle Design & Organização Residencial, clique aqui.


23 visualizações

CONTATOS

(11) 9 7657-4706

contato@bonabelle.com.br

SIGA A BONABELLE

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • YouTube BonaBelle
  • Preto Ícone Pinterest

CNPJ: 33.475.412/0001-37